segunda-feira, 8 de julho de 2019

Agronegócio impulsiona geração de empregos no Alto Paranaíba

Segundo dados divulgados pelo Ministério da Economia, dentro do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), o agronegócio ficou com 15.066 dos empregos criados em maio, seguido pelo setor do comércio com 1.374 vagas e pela construção civil, em terceiro, com 1.197 novos empregos. Das 18.380 vagas criadas em Minas, em maio, 82% foram abertas no campo.
No ranking feito pela Sedese, Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), registrou o maior saldo de geração de empregos formais em Minas, com a criação de 1.020 vagas. O município de Patrocínio ficou em segundo lugar, com saldo de 874 postos de trabalho. A agricultura, silvicultura, criação de animais e extrativismo vegetal garantiram o maior saldo de empregos com carteira assinada no município. Ipatinga ficou em terceiro lugar (835), seguido por Urucânia (671), Três Pontas (626), Santo Antônio do Amparo (602), Machado (601), Monte Carmelo (561), Carmo da Cachoeira (540) e Comendador Gomes (521).
Em abril de 2019, de acordo com dados divulgados pelo Ministério da Economia, 23 cidades mineiras, com mais de 30 mil habitantes, apontavam saldo negativo de empregos. Em maio, 13 dessas cidades apresentaram saldo positivo na oferta de vagas formais de trabalho. Em alguns desses municípios, inclusive, os números foram expressivos, como em Oliveira (região Oeste) que, de oito vagas a menos, subiu para 347 ofertadas em maio. Também em Montes Claros, no Norte de Minas, o saldo era negativo de 98 vagas em abril e, em maio, alcançou 104 ofertadas.
Para relembrar, apenas em maio, segundo dados oficiais da área econômica do governo federal, Minas Gerais foi o estado que mais teve vagas abertas em todo o Brasil, sendo responsável por 57% do total oferecido nos 27 estados da federação. Enquanto em todo o país foram abertas 34.140 vagas, o estado respondeu, sozinho, por 18.380 delas. De janeiro a maio, em Minas Gerais, foram registradas 797.109 admissões com carteira assinada contra 721.934 demissões, o que resultou num saldo positivo de 75.175 em cinco meses.
Em todo o Brasil, segundo dados divulgados pelo Ministério da Economia, dentro do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), foram criadas 351.063 novas vagas de trabalho no período. Isso deixa Minas Gerais com quase 21% de todas elas e coloca o estado em segundo lugar nacional na oferta de empregos nesse ano, perdendo apenas para São Paulo, onde o número de novas vagas nesses cinco meses foi de 132.624.
Fonte: Agência Minas

Compartilhe:

Vereador Lásaro Borges

Autor & Editor

Lásaro Borges é vereador em Patos de Minas - MG, atuante no meio político a mais de 15 anos, ele sempre trabalhou em prol da população, já foi líder comunitário, presidente de bairro, como cidadão lutou por diversas causas sociais e atualmente exerce o papel de representante do legislativo patense, para saber mais sobre Lásaro Borges, clique aqui.

0 comentários:

Postar um comentário

2016 Portal Lásaro Borges - desenvolvido com tecnologia Blogger Templates By Templateism | Templatelib