quinta-feira, 18 de março de 2021

Vacinas da gripe e da covid-19: saiba qual deve ser tomada primeiro

A campanha de vacinação contra a gripe deste ano começa no dia 12 de abril e vai até 9 de julho, segundo divulgou o Ministério da Saúde e tem o público-alvo estimado em 79,7 milhões de brasileiros. A meta é vacinar, pelo menos, 90% dos grupos prioritários. 

A imunização contra a influenza, segundo a pasta, vai prevenir o surgimento de complicações decorrentes da doença, óbitos, internações e a sobrecarga nos serviços de saúde, além de reduzir os sintomas que podem ser confundidos com os da covid-19. 

O Ministério vai distribuir 80 milhões de doses da vacina influenza trivalente, produzida pelo Instituto Butantan, para imunização do público-alvo e orienta aos estados que todas as medidas de prevenção à transmissão da covid-19 sejam adotadas durante a campanha em mais de 50 mil postos de vacinação espalhados pelo Brasil. 

Covid-19

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza coincidirá com a realização da vacinação contra a covid-19 e o Ministério da Saúde não recomenda a aplicação das duas doses simultaneamente. A orientação, neste momento, segundo a pasta, é priorizar a imunização contra o novo coronavírus. 

As pessoas que fazem parte do grupo prioritário para a vacinação contra Influenza e que ainda não foram vacinadas contra a covid-19, portanto, devem priorizar a dose contra a covid-19 e agendar a vacina contra a Influenza, respeitando um intervalo mínimo de 14 dias entre elas. 

Grupos prioritários

Nesta campanha, serão imunizadas crianças de seis meses a menores de seis anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas, povos indígenas, trabalhadores da saúde, idosos com 60 anos ou mais, professores das escolas públicas e privadas, pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, pessoas com deficiência permanente, forças de segurança e salvamento, forças armadas, caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso, trabalhadores portuários, funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade. 

A vacinação será feita de forma escalonada, com os grupos prioritários sendo distribuídos em três etapas. Os municípios terão autonomia para definir as datas de mobilização (Dia D), conforme a realidade de cada região. 

Fonte: Itatiaia

Fonte da matéria: Clube Noticias

Compartilhe:

Vereador Lásaro Borges

Autor & Editor

Lásaro Borges é vereador em Patos de Minas - MG, atuante no meio político a mais de 15 anos, ele sempre trabalhou em prol da população, já foi líder comunitário, presidente de bairro, como cidadão lutou por diversas causas sociais e atualmente exerce o papel de representante do legislativo patense, para saber mais sobre Lásaro Borges, clique aqui.

0 comentários:

Postar um comentário

2016 Portal Lásaro Borges - desenvolvido com tecnologia Blogger Templates By Templateism | Templatelib