segunda-feira, 25 de março de 2019

Mutirão de avaliação para diagnóstico e tratamento de hanseníase será realizado na próxima semana

A partir da próxima segunda-feira (25), a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) realizará uma semana de mutirão de avaliação para diagnóstico e tratamento da hanseníase. Durante esta semana, realizada de 25 a 29 de março, pessoas com manchas na pele com suspeitas de hanseníase, poderão realizar avaliação gratuitamente na Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima de sua residência. A ideia é estimular o diagnóstico precoce e o tratamento da doença.

De acordo com a Secretária de Saúde, Denise Fonseca, os casos suspeitos que forem identificados serão encaminhados para a Clínica de Especialidades. "A expectativa é que sejam realizados aproximadamente 120 atendimentos, e que assim possamos identificar os casos suspeitos para início de tratamento. Quanto mais rápido for o diagnóstico, melhor será a chance de cura".

A hanseníase, antigamente conhecida como lepra, é uma doença crônica, transmissível, de notificação compulsória e investigação obrigatória em todo território nacional. Possui como agente etiológico o Micobacterium leprae, que tem a capacidade de infectar grande número de indivíduos, atingindo principalmente a pele e os nervos periféricos. A doença, em casos mais avançados, pode atingir nervos e causar danos motores irreversíveis.

Qualquer pessoa que apresentar os sintomas ou suspeita da doença deverá procurar a UBS mais próxima, para serem diagnosticados e, caso detectada, serão encaminhados à Clínica de Especialidades. 

Dentre os sintomas, deve-se atentar para manchas esbranquiçadas, avermelhadas ou amarronzadas em qualquer parte do corpo, com perda ou alteração de sensibilidade térmica (ao calor e frio), tátil (ao tato) e à dor, que podem estar principalmente nas extremidades das mãos e dos pés, na face, nas orelhas, no tronco, nas nádegas e nas pernas; áreas com diminuição dos pelos e do suor; dor e sensação de choque, formigamento, fisgadas e agulhadas ao longo dos nervos dos braços e das pernas; inchaço de mãos e pés; diminuição da sensibilidade ou da força muscular da face, mãos e pés, devido à inflamação de nervos; úlceras de pernas e pés; caroços (nódulos) no corpo, em alguns casos avermelhados e dolorosos; febre, edemas e dor nas juntas; entupimento, sangramento, ferida e ressecamento do nariz e ressecamento nos olhos.



Fonte: Prefeitura de Patos de Minas
Compartilhe:

Vereador Lásaro Borges

Autor & Editor

Lásaro Borges é vereador em Patos de Minas - MG, atuante no meio político a mais de 15 anos, ele sempre trabalhou em prol da população, já foi líder comunitário, presidente de bairro, como cidadão lutou por diversas causas sociais e atualmente exerce o papel de representante do legislativo patense, para saber mais sobre Lásaro Borges, clique aqui.

0 comentários:

Postar um comentário

2016 Portal Lásaro Borges - desenvolvido com tecnologia Blogger Templates By Templateism | Templatelib